CACHORRADA – PARTE 3

8 08 2007

Este é o Bidu em sua pose da gatinho. Nascido em 05/12/2005 este Schnauzer macho encanta quem olha pra estas duas jaboticabas escondidas debaixo de suas sobrancelhas. A história dele começa quando ao ver um senhor passeando com um Shnauzer pela Paulista Lô simplesmente se encantou com a raça. E decidiu: “- Quero um sobranceludo”. Sobrou pra mim é claro.

Foi difícil encontrar um, pois por se tratar de um filhote de raça que os valores geralmente são exorbitantes. Cheguei a ver filhotes por R$ 1.000 no mercado livre. Por sorte conseguimos achá-lo por um preço acessível e por ele ja estar com 4 meses. Combinamos um encontro proximo ao Parque Villa Lobos em um local que normalmente criadores vendem seus filhotes.

A expectativa era muita, tivemos que aguardar um pouco pois a ex-dona atrasou e ficamos olhando os fihotes que estavam lá. Tinha um filhote de Mastim Napolitano ENORME E LINDO !!! Pela bagatela de R$ 1.200,00 …

Vimos o carro que trazia o Bidu se aproximado e nos dirigimos a ele, havia dois filhotes a venda mas só podiamos levar um. O porta malas se abriu e os dois se levantaram … LINDOS, CONTENTES E NA EXPECTATIVA. Por um momento pensei “Caramba ela trouxe eles dentro do porta malas, por que não o porta luvas que é maior???”. Lô imediatamente apontou para o Bidu, que antes era chamado de Juninho. Até hoje ela não se lembra nem como era o irmão dele, acho que o instinto materno canino apontou seu dedo para o cachorrinho certo.

O começo foi muito difícil, Bidu era simplesmente devastador (Marley???) perdi as contas de quantos chinelos ele destruiu. Ele fuçava no lixo, mijava no sofá, fazia cocô na sala, subia em cima da mesa de jantar e bagunçava a toalha (Gostaria realmente de entender o prazer dele nessa situação, pois a mesa as vezes não tinha nada e mesmo assim ele subia e bagunçava a toalha), comeu todas as Mamuscas de madeira que ficavam no rack da sala, uma vez ele comeu até a capa de um DVD que eu tinha alugado e por SORTE não aconteceu nada ao DVD.

Como morávamos num condomínio o lixo tinha que ser levado para o têrreo e sempre juntava uma quantidade suficiente para encher um saco preto. Deixava sempre na porta e levava de manhâ quando saía para o trabalho, porém certa vez esqueci de fazer isso … quando chegamos em casa o lixo estava espalhado pela casa inteira, tinha até uma carcaça de frango no meio do tapete. Estávamos no limite com ele e dessa vez por pouco não tivemos que doá-lo.

Entendemos que este comportamento dele era nossa culpa também pelo fato dele ficar sozinho no apartamento, hoje ficamos até com remorso dele ter passado por isso, acho que a vontade de ter um cachorro era tanta que não paramos pra pensar “Ei, moramos num apartamento !!!”.

Nosso contrato de aluguel permitia sairmos do apartamento após 1 ano sem o pagamento da multa e resolvemos que iríamos alugar uma casa dessa vez. Nesse época costumávamos ver sites de doação de cachorros e por uma boa coincidência do destino encontramos um rapaz que estava doando dois Schnauzers. Lô entrou em contato com ele e ficou sabendo que tinha um rapaz na nossa frente que talvez iria receber os cachorros que estavam para doação. Conversando com esse rapaz ficamos sabendo que ele trabalhava numa das empresas do grupo que a Lô trabalha e inclusive a namorada dele participou de um projeto junto da Lô. Acredito que devido a estas coicidências ele resolveu optar por dar para nós os cachorros.

Ele tinha comprado estes cachorros para uma ex-namorada e quando se separaram os cachorros ficaram com ele. A idéia de doar os Schnauzers foi difícil para ele que precisava sentir confiança na pessoa que ficasse com seus “filhos”. Combinamos um dia para nos encontrarmos e deste dia em diante Gordo e Pequeno fizeram parte da família. Como estávamos em processo de mudança eles ficaram umas três semanas na casa de mãe da Lô até mudarmos para a casa nova

Gordo, Pequeno e Bidu cada um tem sua característica, são iguais mas diferentes ao mesmo tempo.

Gordo é hiperativo, tem um ciúme doentio pela Lô, baba e late muito (tivemos até que tosá-lo completamente), tem um traseiro enorme, chora quando colocamos roupa nele no inverno e é muito carinhoso. Não pode ver nenhum pano no chão que já corre pra se esfregar, ele fica enlouquecido se esfregando no pano e fazendo um barulho estranho bem parecido com o barulho do porco. É muito guardião mas desobediente. É nosso meninão

Pequeno é um Lorde, se acha o mais intelectual, o mais bravo, esperto e maduro. Acho que se fosse possível ele usaria óculos e tomaria chá das 5 como os Britânicos. Ele realmente é pequeno, suas patinhas parecem coxas frango e por ficar 4 dedos acima do chão de vez em quando acaba fazendo xixi na própria barriga e não consegue se coçar quando precisa devido ao tamanho das patas, e por se tratar de um baixinho obeso, ele acaba não tendo muita elasticidade nem para limpar o próprio piu-piu, como é comum qualquer cachorro fazer. Rosna e late constantemente com o Bidu, mas é medroso. O mais engraçado é quando vamos passear na rua, ele fica completamente doido. Fica puxando as guias e latinho querendo ir logo, mas se cansa facilmente.

Bidu é um menino disfarçado de cachorrinho. Adora deitar em nossa cama com a cabeça no travesseiro, é muito inteligente e carinhoso. Fica super elétrico quando o celular toca. É também um tarado em potencial, esta tentando seduzir nossa gata mas sem sucesso. Adora passear de carro pra ver os amigos da rua. Com um corpo esbelte e sarado é o atleta da casa, sabe quando estou bravo com ele só pelo meu olhar. Os olhinhos dele parecem dois girassolzinhus e ele odeia a escovinha de pentear os pêlos.

Cachorrada

Pequeno, Gordo e Bidu

Ufa, quanta coisa. Estes são os cachorros de nossas vidas.

Lô e Rafa

Anúncios

Ações

Information

2 responses

8 08 2007
Holly

Lindos!!!!! Lindos!!!!
Que bom que não doaram o Bidu! Ele melhorou o comportamento destrutivo? hehehe… O Bidu me lembra muito a Julie..ela ta em um post antigo no blog. A Jujuba é a destruidora em pessoa (ops..cadela). Já perdi a conta de quanta coisa ela arruinou aqui em casa..até controle remoto ela já comeu! Há uns meses, eu comprei aquela versão do Lost do Mauricio de Souza e tava louca para ler…saí um pouco, quando voltei ela tinha destroçado o gibi! Comprei outro, né..fazer o que? hahahahaha
E o Pequeno lorde e Gordo agitado são umas graças!!!
É verdade, eles são iguais no amor, na alegria, mas cada um tem uma personalidade diferente. Você pode conviver com zilhões de cães durante a vida, mas cada um será lembrando por suas peculiariedades, seu charme diferencial!
Como diz a Pedigree…Cachorro é tudo de bom!

8 08 2007
Holly

Rafael…já pensou largar o Bidu e a Julie sozinhos em casa..quando voltar só vai restar entulho hehehe os dois destruiram tudo!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: